Primeiro Encontro para o Desenvolvimento Regional reúne centenas de participantes em Itaboraí

Cerca de 400 pessoas participaram da abertura do Primeiro Encontro para o Desenvolvimento Regional, que está sendo realizado nesta segunda-feira (8), no clube Vera Gol, em Itaboraí, na Região Metropolitana fluminense.

Iniciada pelo secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Vinicius Farah, a abertura do evento teve a participação do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, do presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, do vice-prefeito de Itaboraí, Lourival Casula, do vice-presidente da Firjan Celso Matos e do diretor de Atendimentos e Produtos do Sebrae, Júlio Cezar Rezende.

Promovidos pela secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, os Encontros de Desenvolvimento Regional têm como objetivo debater as vocações, oportunidades, investimentos, gargalos e desafios, além de elaborar agendas estratégicas para o desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro.

O secretário Vinicius Farah anunciou que os Encontros de Desenvolvimento Regional vão percorrer várias cidades, consolidando a parceria do poder público com a iniciativa privada para fazer o mapeamento das potencialidades das regiões.

"O governador Cláudio Castro determinou a entrega de um projeto de desenvolvimento regional focado na construção da cadeia produtiva do estado. Por que Itaboraí ? Por causa do Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro). Hoje, o governo federal modula o projeto do Gaslub, factível, real. Com potencial de 8 mil empregos e investimento de 17 bilhões de reais, no próximo ano", explicou o secretário sobre a escolha de Itaboraí - onde está o Polo Gaslub - para sediar o primeiro evento.



O presidente da Petrobras, general Joaquim Silva e Luna, destacou que o Rio de Janeiro é a principal base de operações da Petrobras no país.

"Vemos o Polo Gaslub como importante ativo estratégico para a Petrobras", revelou, acrescentando que o projeto é fundamental para atração de novos empreendimentos para a região, como, por exemplo, siderúrgicas e fábricas de cerâmica.

O vice-prefeito de Itaboraí, Lourival Casula, anunciou que o município vai criar uma junta de liberação de empresas que pretendem se instalar no Gaslub.

"Nós queremos voltar com todas as nossas forças, para que nos possamos voltar a sonhar, com desenvolvimento sustentável. Dar ao povo empregos, dignidade e sustentabilidade. Aqui, vamos fazer de tudo para que isso aconteça da melhor forma possível", afirmou o vice-prefeito.

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, declarou que o evento de hoje representa mais um dia feliz para o Rio de Janeiro e para o país, ressaltando que, nos dois últimos meses, esteve cinco vezes, em agendas com autoridades do governo fluminense.

"O Estado do Rio Janeiro é capital da energia do Brasil. Aqui temos praticamente 80 por cento da produção do petróleo", justificou o ministro, que também anunciou que, a partir do ano que vem, 21 milhões de metros cúbicos de gás natural estarão chegando em Itaboraí.

  
Ainda durante a abertura do evento foi assinada uma carta de compromisso tendo como objetivo principal a elaboração de agendas estratégicas oriundas do Encontro. Assinaram o documento o prefeito de Cachoeiras de Macacu, Rafael Viana, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Maricá, Igor Sardinha, o prefeito de Rio Bonito, Leandro Pereira Neto, o secretário de Desenvolvimento Econômico de São Gonçalo, Marcio Picanço, o prefeito de Tanguá, Rodrigo Medeiros, o vice-prefeito de Itaboraí, Lourival Casula, o diretor do Sebrae, Júlio Cezar Rezende, o vice-presidente da Firjan Celso Matos e o ministro Bento Albuquerque, como testemunha. 

Ascom Segov
Imagens: Divulgaçãofull-width

Comentar

Postagem Anterior Próxima Postagem

Concer