Exportações do Rio de Janeiro cresceram 44% em 2021, aponta a Firjan



As exportações do Estado do Rio cresceram 44% em 2021, alcançando US$ 23,2 bilhões em embarques para o exterior.

Os municípios de Duque de Caxias (US$ 15,3 bilhões) e Nova Iguaçu (US$ 3,5 bilhões), e as regiões Norte (US$ 2,1 bilhões) e Sul fluminense (US$ 1,5 bilhão) apresentaram os melhores resultados, de acordo com o boletim Rio Exporta, da Firjan. A China foi o melhor parceiro comercial do Rio de Janeiro.

O estudo mostra também que as importações no ano passado cresceram 21% (US$ 13,2 bilhões). Com o resultado, o estado apresentou uma corrente de comércio de US$ 36,5 bilhões, um crescimento de 38% frente ao ano de 2020. Este cenário refletiu um saldo comercial superavitário de US$ 10 bilhões.

– Os números positivos que o estado apresenta hoje são um reflexo da melhoria que alcançamos no cenário econômico e se traduzem em emprego, renda e qualidade de vida para a população. Também indicam competitividade, confiança do empresariado, credibilidade internacional e aquecimento da atividade econômica. São resultados dos esforços do governo que, graças a uma gestão responsável, eficiente e planejada, deu início a um ciclo virtuoso para o Rio de Janeiro – afirma o governador Cláudio Castro.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Cássio Coelho, a perspectiva para os próximos anos é ainda mais positiva:

– Com os investimentos do PactoRJ, teremos um crescimento da infraestrutura logística do estado e maior diversificação e sofisticação da pauta de exportações, com as novas indústrias e empreendimentos que estão chegando. Além disso, estruturas como os portos do Açu, Itaguaí e Rio tornam o estado ainda mais estratégico para as exportações nacionais – avalia o secretário.


Destaque entre as regiões

De acordo com o estudo da Firjan, no acumulado anual de 2021 as exportações das empresas localizadas em Duque de Caxias e região tiveram a China como principal destino. Entre os produtos exportados, as vendas de óleos brutos de petróleo corresponderam a 87% da pauta exportadora.

A região de Nova Iguaçu teve um incremento de 70% dos seus embarques, enquanto em Itaguaí esse percentual aumentou em 71%. Quanto aos destinos, a China foi o principal parceiro comercial, com crescimento de 71% nas vendas.

O Norte Fluminense teve um crescimento de 35% nas exportações, sendo o mercado indiano o principal destino dos embarques da região, principalmente de óleos brutos de petróleo.

Dentro da região, o município de São João da Barra se destacou, com crescimento de 104%, totalizando 59% de participação regional das exportações.

O Sul Fluminense, por sua vez, teve destaque nas exportações pelo avanço das vendas para o exterior das montadoras de veículos localizadas em Resende e produtos laminados planos, de ferro ou aço, produzidos em Volta Redonda. 

Ascom Segovfull-width

Comentar

Postagem Anterior Próxima Postagem

Concer