Dicas de leitura para mulheres empoderadas


No Mês da Mulher, vale lembrar (e não é clichê!) que nosso o lugar é onde a gente quiser! Aproveitando a energia do período, destacamos a importância da literatura para o conhecimento, enriquecimento cultural, desenvolvimento do senso crítico e o despertar de novas experiências empoderadoras.

Nesse contexto, selecionamos aqui algumas dicas de leitura para nos inspirar a voar mais alto! Confira:

Mulheres que correm com lobos: da autora Clarissa Pinkola Estés, aborda 19 mitos, lendas e contos de fadas, mostrando como a natureza instintiva da mulher foi sendo domesticada ao longo dos tempos, num processo que punia todas aquelas que se rebelavam.

Mas sua vitalidade, é claro, pode ser restaurada até o ponto em que, emergindo das grossas camadas de condicionamento cultural, apareça a corajosa loba que habita em nós.

O conto da Aia: romance distópico de Margaret Atwood, tem como cenário uma república onde não há mais jornais, revistas, livros, filmes e nem advogados, pois ninguém ter direito a defesa.

As mulheres são divididas em categorias, cada qual com uma função muito específica no Estado. A obra leva o leitor a refletir sobre liberdade, poder e a fragilidade do mundo em que vivemos.

Catarina, a grande: a biografia vencedora de um prêmio Pulitzer, escrita por Robert K. Massie, conta a saga de Catarina, filha de pequenos aristocratas germânicos, oferecida para casar aos 16 anos com o futuro imperador da Rússia.

Ela começa, então, sua amarga trilha rumo à imortalidade e a um espaço no coração do povo russo, que lhe dedicou o afeto que nunca teve na vida pessoal.

O caminho de casa: de Yaa Gyasi, trata-se de uma coleção das histórias interligadas de duas irmãs e suas sete gerações de descendentes.

E é justamente nos ramos da árvore genealógica das personagens Effia e Esi que a autora explora os reflexos da escravidão em 250 anos.

O viés otimista: a neurologista e palestrante Tali Sharot investiga como expectativas e fatores sociais influenciam emoções, motivações, decisões e até memórias, atestando que o otimismo é crucial para a existência humana.

#bomfimdesemana
Por Daniele Barizon
Foto: Reprodução/Internet

Comentar

Postagem Anterior Próxima Postagem

Concer