Cultura de raiz



O período entre dezembro e janeiro é conhecido pelas apresentações dos grupos de Folia de Reis no Brasil.

A Folia de Reis, também chamada de Reisado ou Festa de Santos Reis, é uma festada cultura popular e tradicional brasileira e integra as comemorações natalinas.

Um grupo de Folia de Reis é formado por um mestre ou embaixador, um contramestre, os três Reis Magos, os palhaços, os alfeires e os foliões.

As comemorações são realizadas de acordo com as tradições e particularidades de cada região do país. Ou seja, comidas típicas, músicas, brincadeiras e danças variam consoante o local onde ocorre o festejo.

Durante a Folia de Reis os grupos realizam as comemorações com desfiles dedicados aos festejos natalinos pelas ruas das cidades.

Os integrantes dos grupos usam fantasias coloridas, dançam e tocam músicas típicas com diversos instrumentos, por violas, reco-reco, tambores, acordeões, sanfonas, pandeiros, gaitas, etc.Todo grupo tem a sua própria bandeira ou estandarte.

As apresentações iniciam no natal e vão até o dia 06 de janeiro, data que os Reis Magos visitaram o menino Jesus. Em alguns municípios se apresentam também no dia 20 de janeiro - dia de São Sebastião.

O Dia de Reis marca também o dia que as árvores, os presépios, os adornos e as decorações natalinas são retirados pelas famílias que decoram suas casas para as festas de fim de ano.

É comum os grupos de Folia de Reis, visitarem as casas de sua região nesse dia, tocando músicas e dançando para celebrar o nascimento de Jesus e o encontro com os três Reis Magos.

Por se dar a apresentação principalmente nas ruas e em visitas as casas, com a pandemia da Covid-19, essa tradição teve recomendação de restrição no estado do RJ.

Por isso, a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio - Sececrj recomendou que os grupos - formados em sua maioria por idosos - deixassem as apresentações e visitas às casas,mas há municípios que as apresentações culturais a céu aberto seguem liberadas.

A Sececrj recomenda que todas as medidas de saúde para evitar a proliferação da Covid-19 sejam tomadas. Na lista estão o uso obrigatório de máscara, higienização das mãos com álcool e evitar aglomerações.

O Departamento de Patrimônio Imaterial do Instituto Estadual do Patrimônio Cultural- Inepac, vinculado à Sececrj, fez entrega em 2020 das carteirinhas para os membros da Folia de Reis.

No total, foram 61 documentos entregues aos mestres e contramestres de 41 Folias de Reis espalhadas por 20 municípios.

A carteira isenta os grupos de folia de reis de apresentar licença especial nas delegacias, desde que organizadas em associação sem fins lucrativos e com objetivo de preservação, conservação e incentivo ao folclore brasileiro com base na Lei N° 4509 de 13 de janeiro de 2005.

O pedido de registro como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil da Folia de Reis Fluminense foi apresentado a Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Rio de Janeiro – Iphan RJ, em 2016 pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro- UERJ.

Importante apoiar e valorizar essa emblemática festa da cultura brasileira. A falta de incentivo por parte do poder público, leva a desmobilização dos mestres. Salve a Folia de Reis, patrimônio imaterial brasileiro,resistência da cultura de raiz!

Por Vera Alves
Folia de Reis Flor do Oriente (Foto: Internet)

Comentar

Postagem Anterior Próxima Postagem

Concer