Estado cria mais de 19 mil vagas de emprego e, pelo 9º mês seguido, mantém saldo positivo


O Rio de Janeiro começou a gerar novos postos de trabalho depois de recuperar 100% dos empregos perdidos com a pandemia.

É o que indica a análise dos dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira (30) pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

Pelo nono mês consecutivo, o Estado do Rio apresenta saldo positivo na geração de empregos: 19.703 postos de trabalho com carteira assinada foram criados em outubro. O resultado é aproximadamente 30% maior, se comparado com igual período do ano anterior.

Além da recuperação total dos empregos, os dados do Novo Caged apontam para a geração de mais de 1.500 vínculos empregatícios, indicando uma melhora crescente na empregabilidade do Estado. No acumulado de janeiro a outubro, o saldo do Rio de Janeiro é de 142.234 postos de trabalho.

“O desempenho positivo do Rio de Janeiro, apontado pelos indicadores, é resultado do ambiente de confiança, credibilidade e estabilidade que construímos no estado, favorecendo a atração de novas empresas e investimentos que gerem emprego e renda para a população. Trabalho é dignidade, é um direito de todos, e gerar empregos para os cidadãos fluminenses é uma das prioridades do nosso governo. Trabalhamos incansavelmente e estou certo de que vamos continuar avançando”, disse o governador Cláudio Castro.

Na análise do mês, entre os setores que mais criaram empregos destacaram-se Serviços (11.682) e Comércio (4.884), seguidos, respectivamente, pela Indústria, com 2.907 postos de trabalho, e Construção, com 1.003.

Os indicadores mostram que o maior saldo de vagas foi preenchido por jovens entre 18 e 24 anos. Por grau de instrução, 78,5% dos postos foram ocupados por pessoas que possuem o Ensino Médio completo.

A divisão por gênero continua equilibrada, com 52% dos homens e 48% das mulheres preenchendo as vagas.

“O resultado do Caged reflete o trabalho que estamos fazendo à frente da Secretaria de Trabalho e Renda, visando à recuperação da empregabilidade da população fluminense. Estamos, mais uma vez, em 3º lugar entre os demais Estados. Esse mês, em especial, trouxe excelentes notícias: além de recuperarmos todos os empregos perdidos nos últimos meses, já geramos quase dois mil novos vínculos empregatícios. É só o começo pois seguimos cumprindo as orientações do governador Cláudio Castro”, enfatizou o secretário Patrique Welber.

Ascom Segov
Imagem: Divulgaçãofull-width

Comentar

Postagem Anterior Próxima Postagem

Concer