Dayse Onofre vai à rádio e distribui ofensas à oposição


Na manhã de ontem (30), a prefeita de Paraíba do Sul, Dayse Onofre, esteve em um programa da Rádio Show FM e não poupou ofensas a vereadores e outras pessoas da oposição.

Com apelidos pejorativos, tom agressivo e acusações seríssimas, a chefe do executivo municipal difamou e descredibilizou pessoas, a quem ela chamou de “fanfarrões da oposição”.

A prefeita sul-paraibana criticou a presença da população na Câmara de Vereadores de Paraíba do Sul, no último dia 18, quando a derrubada do veto ao projeto de lei que visava à criação de um conselho municipal de fiscalização da utilização dos recursos recebidos pela cidade através dos royalties do petróleo, foi colocada em votação.

Dayse acredita que o apelo da população durante a sessão plenária foi uma cena armada por um vereador: “mau caráter, armou tudo na Câmara, aquele palco, aquele teatro, aquela encenação”, disse ela.

“Eles não podem permitir o que aconteceu lá”, falou a prefeita, que afirmou que caso fosse presidente da casa legislativa, teria dado voz de prisão a todos que foram protestar.

Segundo Dayse, esse mesmo vereador “topa tudo por dinheiro”, e durante a campanha eleitoral, “dava cigarros de maconha para a garotada em troca de votos”. 

"Moleque, irresponsável, inconsequente e mau caráter”, são alguns dos adjetivos utilizados por ela para tratar de um dos membros do legislativo municipal.

Não parando por aí, a prefeita afirmou que legisladores têm embolsado dinheiro público, através de verba parlamentar para transporte: “eu sei que pegam notinha de gasolina e colocam o dinheiro no bolso”.

“Metido a esquerdista”, “acha que é o máximo”, foram alguns dos termos usados por Dayse para falar do vereador Leo Corrêa. Com falas ofensivas e agressivas, a política questionou a capacidade de Leo para ocupar o cargo para o qual foi eleito, e afirmou que não é refém de “três moleques na Câmara”.

A acusação mais séria foi a respeito de uma candidata à prefeitura de Paraíba do Sul nas eleições de 2020, Giselle Gobbi.

A prefeita do município faz insinuações a cerca da vida pessoal de Gobbi, zomba da morte precoce de seu marido, e a acusa de ter envolvimento com drogas ilícitas.

De acordo com Dayse, as festas dadas por Giselle são regadas a bons vinhos, comidas caras, garotões e farinha (em alusão à cocaína), servidas em uma bandeja. Dayse ainda afirma que “todo mundo em Paraíba do Sul sabe disso”.

A esposa de Rogério Onofre disse que todos que a criticam já estão em campanha política, e que por isso “atacam o governo e a pessoa da prefeita”, pois já vislumbram cargos políticos no futuro.

Em junho deste ano, Dayse Onofre foi condenada a 13 anos de prisão por lavagem de dinheiro, evasão de divisas e organização criminosa, em um esquema de corrupção envolvendo órgãos que cuidam do transporte rodoviário no estado do Rio.

Em suas redes sociais, o vereador Leo Corrêa e a ex-candidata a prefeita Giselle Gobbi se manifestaram. “É lamentável a gente saber que a nossa liderança do município tenha condutas como essa”, disse Gobbi.

“Desejo serenidade e sabedoria à prefeita, para ela reflita sobre seus atos e que não volte a repeti-los”, expressou o vereador.

Imagem: Reproduçãofull-width

Comentar

Postagem Anterior Próxima Postagem

Concer