A ordem de quem puxa a carruagem, decide o seu destino

Fernando Diniz, atual técnico do Vasco da Gama

Foi assim no São Paulo, no Fluminense, no Santos e agora, no Vasco. Ficou mais do que provado: o futebol brasileiro tem um treinador inovador, audacioso, mas que patina na estrada ao insistir em passar a carroça na frente dos bois.

Os bois são os jogadores habilidosos, meias e atacantes, que estão mais à frente para driblar os adversários e abrir o caminho em busca do gol. E dos títulos. Fazem isso, com naturalidade, desde que jogavam no Mirim.

Atrás, na carroça, fixa, postada para marcar os adversários, estão os goleiros e zagueiros que, desde os Infantis, mostram uma enorme dificuldade para sair jogando.

Com pouca habilidade, muita força e tamanho, protegem a defesa e entregam a bola para os mais hábeis à sua frente.

Desde que o futebol existe que a carruagem segue assim.

Ai vem o Fernando Diniz e prega que a carroça precisa sair jogando. Em todos os clubes que dirigiu, goleiros e zagueiros teriam que sair jogando. Duros e esforçados, feitos madeiras de lei, bem que tentaram. Mas só arrumaram contra-ataques ou entregaram o ouro pros bandidos.

Aliás, nos filmes, o que mais tem atrás das carruagens são bandidos.

Um sábio do velho oeste lhe dizia: faça um trabalho nas divisões de base. Fique em Xerém, no Ninho do Urubu, na Toca da Raposa ensinando o Digãozinho, o Digão menino, sair jogando.

No São Paulo, receberia o Fabinho Volpi, todo duro, e o treinaria a exaustão os fundamentos de domínio e passe para que, quando alcançasse os profissionais, teria uma arma nas mãos. Não uma granada prestes a explodir no próprio gol com bola e tudo.

Em três anos, a carroça poderia trocar com os bois, estaria mais segura para alcançar os seus objetivos.

Por enquanto, suas carruagens, cheia de luz, inovações e oportunidades raramente concedidas a um treinador cientista, caminham firmes a procura de um abismo.

Que no futebol tem o nome de segunda divisão.

Por José Roberto Padilha 
Imagem: Miguel Schincariol/Getty Imagens

Comentar

Postagem Anterior Próxima Postagem

Concer