Grupo de trabalho vai elaborar plano para fomentar produção de fertilizantes


O Governo do Rio de Janeiro criou um grupo de trabalho para elaborar um plano com ações estratégicas para fomentar a produção de fertilizantes no território fluminense.

A medida foi publicada nesta sexta-feira (11), no Diário Oficial do estado, e está alinhada com as iniciativas do governo federal, que lançou hoje, em Brasília, o Plano Nacional de Fertilizantes (PNF), visando reduzir a dependência do Brasil em relação aos fertilizantes importados.

O Brasil importa mais de 90% dos fertilizantes utilizados na produção agrícola e a guerra entre a Ucrânia e a Rússia, um dos principais fornecedores do Brasil, preocupa o setor de agronegócios e pode impactar o preço dos alimentos no país.

"O Rio de Janeiro está consciente sobre a necessidade de reduzir a dependência externa de fertilizantes. Somos o maior produtor nacional de gás natural, uma das principais matérias-primas utilizadas na fabricação de fertilizantes, e precisamos estimular empreendimentos do setor que, além de garantir a produção de alimentos, podem gerar empregos e renda para os cidadãos fluminenses", afirma o governador Cláudio Castro.

Inicialmente, o grupo de trabalho é formado por membros da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais e da Embrapa, que irá incorporar representantes de outros órgãos e entidades.

"Além do volume de reservas e da produção crescente de gás natural, o Estado do Rio de Janeiro conta com localização estratégica e facilidades logísticas, de infraestrutura e industriais como o Porto do Açu, no Norte Fluminense. Tudo isso torna o Rio extremamente atrativo e competitivo para a instalação de fábricas de fertilizantes", destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico, Vinicius Farah. 


Imagem: Secretário Vinicius Farah durante reunião em Petrópolis (Philippe Lima)
Ascom Segovfull-width

Comentar

Postagem Anterior Próxima Postagem

Concer