HTO Dona Lindu realiza cirurgia de coluna sem transfusão



O Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu (HTO), em Paraíba do Sul, realizou na última quinta-feira, 29 de julho, uma cirurgia de coluna sem a necessidade de transfusão de sangue.

Ferramenta para procedimentos de grande porte, que costumam ter alto volume de perda de sangue, a máquina de autotransfusão operatória Cell Saver foi utilizada no atendimento ao agricultor Percílio José de Jesus, de 58 anos, morador de Bom Jardim.

“Eu já tinha feito quatro cirurgias anteriormente, mas nenhuma como essa. Foi um sucesso. Me sinto muito bem! A possibilidade de me submeter ao procedimento respeitando a minha crença foi muito gratificante”, elogia Percilio José, que é testemunha de Jeová.

É a segunda vez que uma cirurgia desta natureza acontece no HTO Dona Lindu. A primeira foi em 2019, em uma paciente de 81 anos, que passou por uma conversão de prótese parcial do quadril para prótese total. O procedimento foi realizado pela equipe do cirurgião Marcel de Oliveira Nascimento é o equipamento, emprestado pelo Salão do Reino das Testemunhas de Jeová.

“Além de garantir o respeito ao próximo e às suas crenças religiosas, o equipamento permite rápida recuperação intraoperatória. O sangue é recolhido do próprio paciente, filtrado e devolvido ao organismo. O sangue é purificado, tem o mesmo DNA, zerando a possibilidade de reações inflamatórias, imunológicas e de rejeição e evitando a necessidade de transfusões. Essa é mais uma forma de melhorar a qualidade de vida do paciente e contribuir diretamente para a recuperação desejada”, destaca Luiz Carlos Zacaron, diretor técnico do HTO Dona Lindu.

O diretor administrativo do HTO Dona Lindu, Gabriel Morelli, ressalta a importância da humanização do procedimento: “Essa ação conjunta demonstra a intensa dedicação de todos os colaboradores do HTO Dona Lindu em prestar atendimento seguro, de qualidade e com profundo respeito a todos que precisam de nós. Tenho muito orgulho de estar presente em mais um momento de alegria na vida de um paciente”, finaliza Gabriel Morelli.

Assessoria de Comunicação HTODL
Imagem: Divulgação: HTODL

full-width

2 Comentários

  1. Gostaria.de saber se paciente tem direito a companhate

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, meu Nome é Odair
    Tenho problema na coluna e as minhas pernas ficam dormente
    Preciso de ajuda para resolver o meu problema.
    O que preciso para ser operado neste hospital?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem